fbpx
bangunça por onde começar a arrumar
Casa,  Desenvolvimento Pessoal,  Organização,  Produtividade

Quando a vida estiver bagunçada, comece pelo guarda-roupas

Anteontem publiquei aqui no blog a minha primeira carta da editora, onde contei para vocês um pouco sobre o meu momento de vida atual. Lá eu também expliquei que, nesse mês, o principal tema das nossas conversas aqui será se livrar do caos. E hoje quero falar com você sobre uma das primeiras coisas que gosto de fazer para por a minha vida nos trilhos, quando tudo parece bagunçado: arrumar meu guarda-roupas.

A situação aqui de casa

Arrumar as nossas roupas no armário talvez seja o maior desafio que eu enfrento, em termos de organização, desde que viemos morar aqui no apartamento. Eu já falei em outros posts sobre como luto com isso desde que nos mudamos, há mais de um ano e meio. 😂

O que acontece é que, antes, quando morava com a minha mãe, eu tinha um guarda-roupas de 5 portas e 9 gavetas, e ainda achava que não tinha espaço o suficiente para guardar todas as minhas coisas. Ficava brava com mainha quando ela queria colocar os edredons e toalhas lá dentro (deus sabe que me arrependo kkk).

Já hoje, no nosso ape de 60m², eu nem posso dizer que tenho armários. Alugamos o apartamento praticamente todo mobiliado (o que foi ótimo, até porque os donos tem muito bom gosto), e no nosso quarto temos apenas duas araras e 6 gavetas para guardar nossas roupas, como dá para ver aqui na foto:

está tudo uma bagunça? comece pelo guarda-roupas
Como podem ver, alguns itens meus ficam no lado do Felipe 😂
O que isso gera

Não me entenda mal: agora que escrevi sobre tudo isso, parece muito que to reclamando de white people problem. 😂 Não estou. Não encaro como um problema ter um espaço menor, e, na verdade, eu até queria isso antes de vir para cá. O Fe morava numa casa grande antes da gente se mudar, e, além de não precisarmos de tantos m², dava um trabalho enorme manter tudo limpo e em ordem.

Com essa história, eu só quero ilustrar para você que, sem o espação de antes, ficou um pouquinho mais complicado deixar tudo arrumado, do jeito que eu gostaria; e que a bagunça que isso gera me dá uma sensação de caos em casa. Quando lavo as roupas, por exemplo, tenho que rebolar um pouco mais para encaixá-las nas gavetas e araras; e é sempre mais tentador formar aquela pilha em cima da cadeira da sala.


Comenta aqui se você também tem uma trouxinha de roupas em cima de alguma cadeira na sua casa 😁


Mas essa “troca”, de um guarda-roupas grande para um espaço bem menor (e compartilhado com outra pessoa), também trouxe coisas boas. Eu doei muitas roupas que usava pouco ou quase nada; aprendi que o Princípio de Pareto se aplica também ao que a gente veste; e descobri novas maneiras de organizar tudo o que temos.

Alguns exemplos são a gaveta de camisetas do Fe, que eu arrumo segundo o método da Marie Kondo; e a minha gaveta de lingeries. <3 Eu sou louca por lingerie, e guardo as minhas na primeira gaveta da cômoda, organizadas por cor. Consegui colocar lá a maior parte dos meus sutiãs e calcinhas:

Minha parte favorita!
Mas por que começar pelo armário?

Agora que eu te mostrei todo o contexto, quero te explicar por que acho importante organizar o guarda-roupas antes de organizar a vida. E o primeiro motivo é que a sensação de ter um espaço físico em ordem é maravilhosa, e, por si só, já faz a gente se sentir melhor – mesmo quando o resto não estiver tão bem. Existe até livro que fala sobre a importância de arrumar a sua cama. 🙂

Esse livro, inclusive, está na minha lista de TBR, e isso quer dizer que ainda não o li inteiramente. Mas sei que o conceito por trás do conselho de arrumar a cama de manhã não é só sobre a cama em si, mas também pela sensação de tarefa cumprida, e bem-feita, logo cedo. Saber que realizou alguma coisa, e que contribuiu para o que o seu ambiente esteja arrumado, vai te fazer se sentir mais eficiente. Você vai ver que é possível manter alguma coisa em ordem.

O segundo motivo é que, desde muito cedo, eu aprendi que o nosso guarda-roupas serve como uma metáfora para a nossa mente. Em geral, quando estamos com tempo e disposição de menos, e preguiça de mais, tendemos a jogar tudo lá dentro e fechar as portas. Quando não queremos confrontar a bagunça e o trabalho que ela vai dar, mantemos as portas fechadas.

Do espaço físico para o mental

Com a nossa cabeça é a mesma coisa: se tudo está caótico, tendemos a “trancar” os nossos pensamentos, como se isso fosse ajudar. Fechar as portas para não encarar o que está nos assustando, quando, na verdade, a sensação de paz que isso traz é passageira e superficial.

E é por isso que acredito que você e eu devemos começar a colocar ordem nas nossas vidas a partir dos nossos guarda-roupas. Porque arrumar esse espaço físico, além de dar uma sensação de dever cumprido, cria um sentimento de organização que se expande para dentro de nós. Mostra que é possível sim agir para arrumar o que está bagunçado. Vai por mim: fiz isso hoje, e estou falando por experiência própria.

Meu próximo passo para organizar as ideias, eu te conto em outro post. Até lá, quero que você pense e me diga: o que você fez hoje para deixar a sua vida, a sua mente e a sua casa um pouco mais organizadas? Um pouquinho de esforço todos os dias, e seu eu do futuro vai te agradecer. Não deixe para depois. 💛

divisor

Você sabia que eu criei um mini curso de gestão de tempo e produtividade, 100% gratuito e online? Pois é <3 Para assistir e baixar a apostila com o resumo e os exercícios, é só clicar aqui. Espero que você goste!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *